h1

Pausa para um lamento

14 de fevereiro de 2010 - 9:34 am

Às vezes, coisas terríveis acontecem para pessoas dotadas de uma bondade quase ingênua, que seriam incapazes de fazer mal ao pior dos seres sobre a Terra — talvez, isto sim, ainda estendessem a mão ao mais ignóbil dos homens, e lhe dirigissem palavras e intenções conciliatórias, generosas e cheias de uma esperança genuína na redenção humana. Sem qualquer noção das consequências, essas pessoas que carregam dentro de si uma semente do que poderia fazer nossa existência ter algum sentido deixam-se enredar por um destino traiçoeiro que as espreita em cruel silêncio. E quando o passo que se torna tropeço acontece, não há nada mais a ser feito. Só luto. Por que tantas vezes o mundo se transforma nessa armadilha gigante é um mistério trágico que nos consumirá até o fim.

Anúncios

One comment

  1. Talvez como dizia Renato Russo:
    “Nos deram espelhos e vimos um mundo doente”…



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s